quarta-feira, 15 de julho de 2015





Frederico,
Gostava de ter escrito alguma coisa para o Pedro mas não consegui...coloquei a fotografia com o nome e escrevi:
Farias hoje anos se estivesses aqui...
Abri uma folha de word e voltei a escrever o mesmo, como início de alguma coisa que iria escrever, mas a folha ficou vazia e eu fiquei a olhá-la e a olhar o que tinha escrito e senti como se me tivesse apercebido dessa realidade naquele momento e o vazio da folha fosse o meu próprio vazio.
Já tudo foi sentido, pensado, dito e escrito e, no entanto, nunca deixamos de sentir, pensar, dizer e escrever.
A falta que sentimos é proporcional ao amor que lhe temos e ele sabe disso.
Hoje na missa agradeci a bênção que tive em vos ter e todos os momentos que tivemos juntos.
A falta que sentimos é indescritível e inimaginável...
...até para nós.

2 comentários: